[Parte 1] Teoria da Evolução – Deus e a Bíblia

Deus e Evolução são coisas incompatíveis? Por que é tão difícil lidar com o assunto na sociedade brasileira? O objetivo desse texto é chegar a um consenso, não importa a sua crença.

Pergunte a um brasileiro qualquer sobre a origem de tudo, sobre a gênese do Cosmos. Ele te explicará pacientemente que Deus criou tudo em 6 dias – no sétimo, Ele estava exausto e deu uma sonecada.

Agora, pergunte a um astrofísico a idade do Cosmos. Ele te explicará que o universo que conhecemos começou há 13,8 bilhões de anos, e que o planeta Terra surgiu por volta de 4,5 bilhões de anos atrás. Os dois não podem estar certos ao mesmo tempo… e agora? Aliás, alguns outros especialistas dizem que a nossa espécie, sapiens, apareceu entre 200-100 mil anos atrás. Não milhões. Muito menos bilhões. Ou seja, dizem que o Universo é muito mais antigo do que poderíamos imaginar, e a espécie humana surgiu “recentemente”. Como proceder?

galaxies

Não é uma questão de fé, a realidade é uma só. O que realmente sabemos (não acreditamos, sabemos) é que o universo é inimaginavelmente antigo [1]. Ao observar uma galáxia se formando a dez bilhões de anos-luz de distância, significa que os fótons que incidem sobre nossas retinas iniciaram sua jornada há dez bilhões de anos atrás (!), antes mesmo de nosso planeta ter se formado. [2]

update: Se você souber inglês, clique aqui para uma explicação excelente, por um astrofísico, de como podemos determinar a idade do universo de formas independentes.

Isso significa que Deus não existe? Isso significa que não há propósito na existência e que tudo, por acaso, surgiu do nada e vai pra lugar nenhum? Evidente que não. Se você acredita em Deus, significa que foi assim que Ele fez as coisas. Simples assim.

“Mas, então, Gênesis é uma lorota?”

Também não. Precisamos ter pleno entendimento do contexto histórico, e da cosmovisão dos escritores, ao ler um texto antigo. Está muito nítido na mente da grande maioria dos estudiosos, e de muitos teólogos esclarecidos, que histórias como Adão e Eva, Arca de Noé e Torre de Babel são simbólicas e não devem ser levadas ao pé da letra. [3]

Jesus declarou: “Digo-lhe a verdade: Ninguém pode ver o Reino de Deus, se não nascer de novo”.
Perguntou Nicodemos: “Como alguém pode nascer, sendo velho? É claro que não pode entrar pela segunda vez no ventre de sua mãe e renascer!”
João 3:3-4

Lógico que Jesus falava sobre renascimento espiritual, mas Nicodemos tomou suas palavras muito literalmente.

“Se até os contemporâneos de Jesus tinham problemas com tantas parábolas, metáforas e alegorias, imagine o que não ocorre às pessoas do século XXI, desacostumadas ao estilo em que os livros da Bíblia foram escritos, milhares de anos atrás.”

Vou dar mais um exemplo. Todos conhecem a estória da Torre de Babel, certo?
Após o Dilúvio, uma torre enorme estava sendo construída para alcançar o Céu. Deus não gostou nada disso e confundiu a língua da humanidade para que o projeto não se concretizasse. O objetivo principal da narrativa é explicar por que existem tantas línguas diferentes no mundo.

torre de babel

Hoje sabemos a origem das línguas, como surgiram em várias partes do mundo de forma independente e como se diversificaram. A nossa própria língua não existia 500 anos atrás. Pegue um texto escrito há 100 anos no Brasil e veja a diferença: os idiomas estão em constante mudança. O português de Portugal também não existia mil anos atrás. Assim como o espanhol, o italiano e o francês, a língua portuguesa surgiu a partir do latim vulgar após a queda do Império Romano. [4]

A propósito, antigamente se pensava que o Paraíso realmente “ficava” no CÉU, lá em cima, por isso essas palavras são sinônimas. Hoje sabemos que, se existe algo assim, está além do espaço-tempo e não é um lugar físico. Portanto, é problemático querer interpretar a Torre de Babel como uma história que realmente aconteceu. Como eu disse, as histórias são simbólicas, podem nos trazer algum ensinamento ou apenas explicam coisas que na época as pessoas não compreendiam, mas isso não tira seu valor. Isso precisa ficar muito claro.

“Mas encontraram vestígios da Arca de Noé!!1”

arca de noé evidências

A notícia de que a Arca de Noé havia sido encontrada apareceu na web originalmente em 2010, mas só começou a se espalhar pelo mundo em setembro de 2013. Vários veículos de notícias online acabaram embarcando na história, dentre eles a renomada Fox News. No entanto, três dias depois, a Fox News publicou outra reportagem onde explicou que a história era falsa. Óbvio que depois disso a cagada já estava feita e a notícia se espalhou por todo o mundo do mesmo jeito que um vírus de Facebook se espalha entre seus familiares.

metodo criacionistaAté hoje a notícia continua na boca do povo, claro. Tendemos a não questionar as fontes de notícias que confirmam nossos pré-conceitos. O mais estranho é que quem estava promovendo essa notícia eram “arqueólogos bíblicos” que acreditam que a Arca é real e que poderia ser encontrada… Não é assim que o conhecimento é construído.

Não é preciso dizer que tal notícia nunca foi confirmada por pesquisadores independentes, nunca foi publicada em nenhum artigo científico e nem possui nenhuma base acadêmica. Ninguém te impedirá de continuar acreditando na literalidade do Dilúvio, mas isso é uma questão de fé pessoal, não ciência.

Enfim, para uma análise mais detalhada sobre o assunto, clique aqui.

Se você é católico, o próprio Papa Francisco afirmou que “a Evolução não contradiz o cristianismo” e que “não devemos levar gênesis ao pé da letra” [5]. Se você é protestante, Francis Collins (famoso cientista do projeto Genoma Humano – e que é muito conhecido por defender a existência de Deus), explicou em um livro que a evolução das espécies não entra em contradição com a sua fé. [6]

Aprendi com o João Verde que “mito não é uma mentira; é uma história tradicional que nos diz algo sobre um povo, sua visão de mundo e o que ele considera sagrado”. [7]

— Concluindo —

“A verdade pode ser enigmática. Pode dar algum trabalho compreendê-la. Ela pode ser contraintuitiva. Ela pode contradizer pré-conceitos profundamente enraizados. Ela pode não estar de acordo com aquilo que desesperadamente queremos que seja verdade. Mas as nossas preferências não determinam o que é verdade.” — Carl Sagan

Portanto, essa Parte 1 pretende mostrar que não há motivo pra rejeitar de imediato a Teoria da Evolução e, principalmente, pretende convergir crenças diferentes a um entendimento em comum. Infelizmente, quando a busca da verdade entra em conflito com algo sagrado, as pessoas tendem a sacrificar a busca e se agarrar ao sagrado.

Mas o que pode ser mais sagrado do que a verdade sobre a realidade em que vivemos?

Com isso em mente, agora sim podemos falar sobre a Teoria da Evolução, na Parte 2 desse texto [em breve].


*Dica de leitura: Se quiser entender o contexto histórico e político do século I em Jerusalém, recomendo o excelente livro: Zelota – A Vida e a Época de Jesus de Nazaré

linha

Referências:

  1. A idade do Universo – Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS);
    How do we know the age of the Universe – University of California [inglês]
  2. Qual a idade da Terra? – Instituto de Geociências, Universidade de São Paulo (USP)
  3. Gallup, 2011; [tradução]: A crença em uma interpretação literal da Bíblia declina à medida que aumentam os níveis de escolaridade: 46% com o ensino médio ou menos tomam a Bíblia literalmente [nos EUA], em comparação com não mais de 22% com alguma faculdade (mesmo sem considerar a qualidade de suas universidades). E apenas 15% entre as pessoas com pelo menos mestrado.
    Obs: Acredito que os dados no Brasil seriam semelhantes, mas não encontrei nenhuma pesquisa desse tipo aqui. Seria interessante também comparar os mesmos dados entre diferentes universidades – provavelmente esse número seria ainda menor entre as universidades mais prestigiadas.
    survey, gallup
  4. Evolução da Língua Portuguesa
  5. “Big Bang e Teoria da Evolução não contradizem cristianismo”, diz Papa
  6. A Linguagem de Deus; COLLINS, Francis; Editora Gente, SP
  7. Quem é Você, Alasca? – John Green; pág. 34
Anúncios

Sobre Leandro Ricardo

Student. Book eater. Early 20's. I write about things no one cares. https://www.youtube.com/c/leandroricardo27
Esse post foi publicado em Educação, Religião e marcado , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s